Rev. Carlos Júnior

 

É comum encontrarmos entre nós quem desconheça o que significa a Santa Ceia ou os proveitos de participar da mesa do Senhor. João Calvino define Sacramento como: “um sinal externo pelo qual o Senhor nos apresenta e testifica a sua boa vontade para conosco, a fim de nos sustentar na fraqueza de nossa fé. [...] um testemunho da graça de Deus declarada através de um sinal externo.”1

Então, a partir de uma visão correta do que são os sacramentos, é possível perceber que a participação neles exige graça e fé dos participantes. Portanto, os sacramentos são exercícios da fé, diante de nosso Pai celestial e dos homens, confirmando as promessas de Deus. Essas promessas são declaradas pela Palavra de Deus, daí a necessidade de que esses Sacramentos sejam precedidos pela pregação da Palavra, a fim de que sejam conhecidas as promessas e aplicadas a nossas vidas pelo Espírito Santo. Quando recebemos as promessas pela pregação, somos incitados a dar altos louvores a Deus e testemunho diante dos homens. Ao participar da Ceia, pense em um programa de aprendizado com a Ceia.

1º exercício: Memória – Lembre-se dos atos redentivos de Deus. (Leia o Salmo 78 antes de participar do culto de Santa Ceia Assim, você poderá considerar os atos redentivos de Deus na história de seu povo escolhido). A história da redenção encontra seu ápice na encarnação, morte e ressureição de Cristo. Portanto, para uma participação correta no Sacramento da Ceia, é importante que o cristão tenha em mente, de forma clara, o significado da morte e ressureição de Cristo, bem como a compreensão do calvário como o resultado dela.

2º exercício: Perdão – Na pergunta 171 do Catecismo Maior de Westminster, encontramos diretrizes sobre como proceder perdoando na Ceia. “171. Os que recebem o sacramento da Ceia do Senhor, como devem preparar-se para o receber? Os que recebem o sacramento da Ceia do Senhor devem preparar-se para o receber, examinando-se a si mesmos, se estão em Cristo, a respeito de seus pecados e necessidades, da verdade e medida de seu conhecimento, fé, arrependimento e amor para com Deus e para com os irmãos; da caridade para com todos os homens, perdoando aos que lhes têm feito mal; de seus desejos de ter Cristo e de sua nova obediência, renovando o exercício destas graças pela meditação séria e pela oração fervorosa.”2 Ou seja, devemos exercer o perdão, a exemplo de como fomos perdoados em Cristo. Isso porque, além de recebermos o perdão de nossos pecados, somos instruídos a perdoar.

3º Execício: Gratidão – Dar graças deve ser a atitude do coração restaurado por Deus. Quando experimentamos o amor de Deus em Cristo, somos inundados de verdadeira gratidão, e podemos declarar da mesma maneira que o salmista: “Como é bom render graças ao Senhor e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo,” Salmos 92:1. Fomos criados para louvar a Deus, assim, as ações de graças devem permear nossa vida, e a Ceia é um momento de louvor ao nosso Deus.

4º exercício: Fortalecimento – Como Presbiterianos, cremos que na Santa Ceia a fé do comungante é alimentada de maneira espiritual. Desse modo, a fé é um elemento indispensável para aqueles que desejam ser verdadeiramente alimentados por esse sacramento, que devem fazê-lo se apropriando das promessas nas Escrituras.

5º exercício: Capacitação – A Santa Ceia aponta nossa união mística com Cristo e, portanto, com seu “corpo” - a igreja. Na Ceia somos chamados a exercer a edificação do corpo, desempenhado nossos talentos e dons para o crescimento uns dos outros, em Cristo. Quando compreendemos que estamos ligados ao corpo por meio da obra redentiva de Cristo, tomamos consciência do nosso papel para o desempenho do corpo, deixamos de ser inertes, e passamos a agir para a edificação uns dos outros.

6º exercício: Esperança – Ao participarmos da Ceia, devemos nos lembrar que nosso Senhor ressureto está à destra de Deus Pai, que há de vir para julgar os vivos e os mortos. Por isso é que aguardamos esse retorno. E que na celebração da Ceia experimentamos um vislumbre do que haveremos de experimentar “Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e juntamente com ele, aqueles que nele dormiram.”1 Tessalonicenses 4:14.

 

 


1João Calvino, Instrução na Fé. Editora Logos. p. 81.

2Itálicos meus.

NOSSAS ATIVIDADES

Domingo

Culto Dominical: 9h

Escola Bíblica Dominical: 10h

Culto Dominical: 19h30

Terça Feira

Estudo dirigido: 20h

Quarta Feira

Projeto Ana: 19h30

Reunião de Oração: 20h15

Sábado

1ª Sábado: UMP 20h

3ª Sábado: UPH 20h

4ª Sábado: SAF 20h


NOSSOS CANAIS DE COMUNICAÇÃO

Copyright © 2017 Primeira Igreja Presbiteriana em Samambaia. Todos os direitos reservados. Developed by: Ministério de Comunicação 1ªIPS